Temos abordado em nosso blog sobre a importância da adoção de práticas seguras de trabalho. Sabemos que um descuido, por mais elementar que seja, ou o uso inadequado de equipamentos podem colocar em risco a saúde dos colaboradores. E esse assunto merece atenção. Após um período em queda, os números referentes a acidentes de trabalho voltaram a subir no ano passado, ultrapassando 620 mil casos.

Deste montante, 21% foram relacionados a cortes e perfurações, sendo o principal motivo de afastamentos, de acordo com dados do Observatório de Segurança e Saúde do Trabalho, do Ministério do Trabalho.

O uso inadequado de objetos perfurocortantes – lâminas, agulhas, vidros e outros de bordas ou pontas rígidas e agudas – contribuiu para o aumento de casos de acidentes, uma vez que põe em risco a integridade física dos funcionários, especialmente da área de saúde. Esses instrumentos podem também transmitir doenças infecciosas por meio da exposição a materiais biológicos neles presentes.

Por isso, a Norma Regulamentadora 32 estabelece as diretrizes de proteção aos profissionais dos serviços de saúde, bem como daqueles que exercem atividades de promoção e assistência à saúde em geral. O intuito é adotar formas de prevenções e analisar todos os acidentes envolvendo objetos perfurocortantes, a fim de minimizar os riscos do trabalho. Aliás, essa é uma das NRs que está sob consulta pública para revisão, planejada para o próximo ano, iguais a outras que já comentamos aqui.

Entre os fatores de riscos mais comuns estão o manuseio incorreto dos objetos e a falta de utilização de EPIs (Equipamento de Proteção Individual), além das distrações que podem ocorrer pelo excesso de trabalho. Por isso, há uma série de cuidados e regras que precisam ser tomadas para eliminar as chances de lesões, conforme orientam as Normas Regulamentadores (NRs). Elas visam tornar as atividades laborais mais seguras e zelam pela saúde do trabalhador.

É fundamental oferecer treinamentos, palestras e demonstrações técnicas, com foco na prevenção de acidentes com materiais perfurocortantes. Estimular medidas preventivas e seguras de trabalho aos colaboradores, não apenas impacta no bem-estar da empresa, como melhora o desempenho profissional da equipe.

Na Nova Saúde, acompanhamos de perto todas as exigências necessárias para a proteção e saúde no trabalho e propomos um modelo integrado de gestão de medicina ocupacional e segurança do trabalho.