Já falamos aqui sobre a importância da medicina preventiva. A medicina preventiva é uma especialidade que se dedica à prevenção de doenças e suas causas, em vez do tratamento. “Ela é uma ferramenta muito importante na redução do custo da saúde e vai além, pois também promove mudanças de comportamento que levem a um estilo de vida mais saudável, bem como ao aumento na qualidade de vida dos indivíduos”, diz Valdemar Batista Junior, Executivo da Nova Saúde.

Como decorrência da vida moderna, o “estilo de vida não saudável” é responsável pelo surgimento e agravamento de uma série de doenças. Por este motivo, é importante detectar precocemente os fatores de risco e incentivar a adoção de práticas que contribuem para uma vida equilibrada, promovem o bem-estar e diminuem o risco do desenvolvimento de doenças. “Uma das ações relevantes para a prevenção é a realização de exames periódicos”, completa Valdemar.

O mais indicado é que adultos passem por uma avaliação de saúde, em geral, uma vez ao ano. Um check-up regular pode apontar pequenos desequilíbrios assintomáticos ou doenças ainda em estágio inicial, e isso permite realizar mudanças que melhorem a condição de saúde geral e evitam que uma alteração leve se torne um problema mais sério.

Um dos exames que precisa ser realizado com frequência é o hemograma. Ele é um dos testes mais solicitados pelos médicos nas mais diversas situações, pois seu resultado apresenta um amplo panorama do estado de saúde do indivíduo e pode contribuir para detectar uma grande variedade de problemas.

O hemograma analisa a quantidade e a qualidade dos três diferentes grupos de células sanguíneas: hemácias, leucócitos e plaquetas. As hemácias (ou glóbulos vermelhos) são responsáveis pelo transporte de oxigênio e nutrientes por todo o corpo; os leucócitos (ou glóbulos brancos) agem no sistema imunológico; e as plaquetas são fundamentais para a coagulação.

A partir dos resultados do hemograma, os profissionais conseguem detectar anemias, infecções, inflamações, alergias, problemas de coagulação ou no sistema imunológico, entre outros desequilíbrios. Para uma melhor interpretação dos dados, é importante conhecer o histórico médico do paciente, por isso o exame deve ser realizado em intervalos regulares.

A coleta de sangue é simples e não oferece riscos nem tem contraindicações. Muitas vezes, o hemograma é solicitado pelo médico junto com outros exames, como de colesterol, glicemia e triglicérides, que também são feitos a partir de amostras de sangue e podem apontar outros tipos de problemas de saúde. São avaliações complementares ao hemograma que contribuem para uma compreensão mais ampla do quadro de saúde do indivíduo.

Incentivar e praticar a medicina preventiva, dentro e fora das empresas, está no DNA da Nova Saúde, por isso contamos com equipes multidisciplinares para o desenvolvimento de programas de promoção da saúde e prevenção de doenças. Nossos médicos do trabalho vão além do básico, atuando ativamente no modelo de cuidados contínuos com a saúde do trabalhador. Os colaboradores podem contar também com especialistas para tirar dúvidas e auxiliar nas questões relacionadas à saúde.